Formação de Psicoterapeutas Clássicos de Constelações Familiares - Estão abertas as candidaturas para as próximas turmas!Ler mais

Curso de Formação de Psicoterapeutas Clássicos de Constelações Familiares

Todo o ser humano herda e interioriza imagens (na aceção damasiana) com origem familiar, assim como com origem social, cultural e histórica. Esteja-se, ou não, consciente da sua presença, essas imagens manifestam-se no quotidiano das mais variadas formas.

Para já não temos nenhuma previsão sobre a realização de cursos presenciais

Algumas imagens contribuem para o envolvimento dos indivíduos em dinâmicas de sucesso e de harmonia, outras, contribuem para o insucesso e o sofrimento, sendo sobre estas que esta psicoterapia preconiza atuar, elucidar e transformar.

Este curso radica no modelo psicoterapêutico criado por Bert Hellinger (nos anos 80 do séc. XX) conhecido então por Constelações Familiares apresentando os desenvolvimentos até aos dias de hoje (onde é conhecido por Hellinger Scientia).

Face ao percurso académico e profissional dos formadores, este curso também inclui elementos espirituais, bem como elementos da psicologia clínica e da linguística.

"Algumas pessoas continuam a acenar para o comboio antigo quando o novo já estacionou na plataforma" (Bert Hellinger).

PROGRAMA E REGULAMENTO DA PRÓXIMA

CANDIDATURA À FREQUÊNCIA DA FORMAÇÃO

Esta Formação de Psicoterapeutas Clássicos de Constelações Familiares, realiza-se em dois contextos: presencial (no ICI) e/ou por videoconferência (por teleaulas e telepráticas).

Por favor, leia nesta ligação o programa e o regulamento deste curso; e depois inscreva-se nesta ligação.

Estudos científicos dos formadores sobre Constelações Familiares

Ramos, S., & Ramos, J. A. (2019). Process of Change and Effectiveness of Family Constellations: A Mixed Methods Single Case Study on Depression. The Family Journal, 27(4), 418–428. https://doi.org/10.1177%2F1066480719868706

Ramos, J. A., & Ramos, S. (2021). Process of change and effectiveness of family constellations: “On the verge of divorce, I glimpse my finitude.” A mixed methods single case study on suicidal ideation. The Humanistic Psychologist. Advance online publication. https://doi.org/10.1037/hum0000242

Ramos, S., & Ramos, J. A. (2022). In Utero I. Psicodinâmicas intrauterinas: a PIS – Projeção Idealizada de Sexo. Autopublicação, Instituto de Ciências Integradas™, Lisboa.

Outras publicações dos formadores: ResearchGate | Academia.edu

Estudos científicos de outros investigadores.

O que são as Constelações Familiares?

As Constelações Familiares são uma psicoterapia clássica que usa uma abordagem fenomenológica, transgeracional, sistémica e integrativa tendo em vista a evolução da pessoa e dos sistemas onde ela se insere.

Fenomenológica porque muitos dos conteúdos do seu racional teórico e, sobretudo, da sua abordagem técnica radica em princípios da fenomenologia e do existencialismo.

Transgeracional porque uma parte da sua análise técnica incide sobre as influências biopsiquicocomportamentais, que podem atravessar várias gerações familiares.

Sistémica porque se foca na intrassistémica (e.g., as relações entre a mente e o corpo), na interssistémica (as relações interpessoais) e na extrassistémica (as influências sociais e históricas) de cada indivíduo.

Integrativa porque integra técnicas e racionais da psicologia (e.g., cognitivos, psicanalíticos e humanistas), da linguística (e.g., inferências, semânticas, pragmáticas) e da biologia (e.g., epigenética e campos mórficos).

Clássica porque considera a psyché, isto é, a dimensão do ser, do ser humano, comum e classicamente designada por «alma» ou «espírito». Donde, englobar também uma perspetiva tipicamente ontológica.

Como psicoterapia clássica, contemporaneamente, as Constelações Familiares podem ser um importante instrumento de intervenção psicossocial...

Leia nesta ligação o programa e o regulamento deste curso; e depois inscreva-se nesta ligação.

Porquê escolher frequentar este curso no ICI?

Relativamente ao desenvolvimento pessoal e técnico dos formandos

  • Esta é uma formação que também fomenta o desenvolvimento pessoal, dado facultar a cada formando a colocação de 5 CF dirigidas pelos formadores (com um valor de 250 € se adquiridas num pacote de 5 sessões de curto prazo ou de 350 € se forem adquiridas 5 sessões isoladas) e o envolvimento em diversos exercícios ao longo do curso (entre os formandos, mas com a supervisão técnica dos formadores).
  • O pacote do curso também inclui vários descontos em consultas (durante e após o final do curso), bem como descontos em participações nos grupos psicoevolutivos de CF dos formadores (após o final do curso):
    1. Perante a necessidade de colocar mais CF (para além das 5 suprarreferidas), enquanto decorrer a formação, os formandos poderão efetuar mais colocações mediante o valor equivalente ao de uma sessão inserida num pacote de 10 sessões (de curto prazo), ou seja, cada colocação extra terá o valor de 45 €, sem ser necessário adquirir um pacote de sessões;
    2. Os formandos podem participar gratuitamente (ao invés de investirem 49 €) como assistentes em outros grupos de CF (de outras turmas e de utentes que se agrupam aleatoriamente) dirigidos pelos formadores (durante o decorrer do curso);
    3. Perante a necessidade de continuar a trabalhar as próprias biopsicosociodinâmicas, têm 10% de desconto (incluindo nos pacotes de sessões) sobre o valor para «colocadores» em consultas privadas de CF (e/ou outras) até três meses após o final do curso;
    4. Participação gratuita com o estatuto de «Assistente» em grupos de CF, durante o período de dois meses após o final do curso;
    5. Quem opta por frequentar o Módulo XI, pode participar, com o estatuto de «Assistente», em seis grupos de CF (para além dos grupos mencionados no ponto anterior) durante a vigência deste módulo facultativo.

Relativamente aos conteúdos do curso

  • Que seja do nosso conhecimento é o primeiro curso estruturado modularmente, lecionado pela primeira vez em fevereiro de 2009, que inclui avaliação quantitativa e qualitativa, supervisão (durante e após o curso) e o suporte científico de protocolos procedimentais técnicos (sujeitos a um processo de melhoria contínua) com demonstração científica consolidada da sua efetividade.
  • A avaliação quantitativa salienta-se como um instrumento essencial para fomentar o estudo, a responsabilidade e a legitimidade, visto que os testes podem contribuir e.g., para a identificação (e a correção) de falhas na memorização das matérias e para uma clara distinção entre as matérias de outros cursos e as deste curso.
  • Inclui um racional teórico-prático onde a psyché (ou alma) é incluída e são adaptados para o modelo e o contexto sistémico intergeracional das CF, elementos da psicoterapia psicanalítica, fenomenológica, existencial, humanista e cognitiva-comportamental, bem como da psicologia positiva, da epigenética e da linguística, integrando este conhecimento de uma forma única e com demonstrações científicas da sua efetividade.
  • Para além de formar novos técnicos – os Psicoterapeutas Clássicos de Constelações Familiares – faculta conteúdos para o trabalho com constelações nos domínios jurídico, empresarial e etnopolítico, bem como para trabalhar com constelações oníricas, objetais e sintomáticas, em quatro contextos: consulta presencial em privado, consulta presencial grupal, teleconsulta em privado e teleconsulta grupal.
  • Engloba cerca de 700 horas de formação, que incluem um treino supervisionado de psicoterapeutas clássicos, que usa protocolos procedimentais técnicos cientificamente testados e cada vez mais consolidados.

Relativamente ao suporte instrumental do curso

  • É suportado por duas valiosas plataformas privadas digitais de trabalho: a Academia do ICI (onde é efetuado o acompanhamento do curso e onde são facultados os materiais de apoio) e a aplicação Zoom (onde são realizadas as teleaulas e as telepráticas, para quem opta pela modalidade online).
  • Recorre a testes psicométricos (e a dados qualitativos) para aferir os efeitos das CF nas diferenças entre variáveis psicoemocionais em duas situações: (1) no início e no final do curso (no caso dos formandos); e (2) no treino de processo psicoterapêutico (no caso dos voluntários).
  • Recorre a um conjunto de textos de apoio minuciosamente selecionados para facultar aos formandos uma formação sistémica, integrativa e eclética.
  • Dando sequência a condições contratuais com uma revista científica, é facultado, exclusiva e gratuitamente aos formandos deste curso, o primeiro artigo científico dos formadores, o qual tem um custo de cerca de 34 € mais IVA (se adquirido na editora que o publica).

Relativamente ao acompanhamento técnico pós-curso

  • Após a conclusão da formação, e até três meses após o último dia do curso, cada formando tem direito a três sessões de supervisão, com a duração de 60 minutos cada (por videoconferência).
  • Os formandos que optem por incluir o Módulo XI na sua formação, têm as três sessões gratuitas (referidas no ponto anterior) disponíveis durante três meses após o último dia do Módulo XI.
  • Acesso a supervisão mensal grupal (mediante um investimento simbólico), considerada indispensável em qualquer psicoterapia e onde todos aprendem com as experiências (i.e., com as dificuldades e com os progressos) dos colegas.

Relativamente a outras possibilidades pós-curso

  • Após o final do curso os formandos podem participar numa ICI-Talk (aberta ao público em geral) onde apresentam os resultados do seu treino (com um voluntário) e é-lhes facultado um vídeo (da sua apresentação) que poderá contribuir para os impulsionar no mercado de trabalho.
  • Os formandos podem vir a colaborar em estudos científicos que incidam sobre as CF (ou outras, e.g., jurídicas, empresariais, pedagógicas), como parte do NI-ICI (Núcleo de Investigação do ICI – Instituto de Ciências Integradas™).
  • Relativamente aos formadores

    • São os criadores de um curso original (i.e., de um curso criado de raiz) delineado através da sua aprendizagem com professores da primeira geração de técnicos de CF (incluindo Bert Hellinger) e através da sua própria prática (desde 2001) com o campo fenomenológico facultado pelas CF.
    • Trabalham as suas próprias biopsicosociodinâmicas com CF desde 2001.
    • Facultam o trabalho psicoterapêutico fenomenológico sistémico clássico com CF a outras pessoas desde 2002.
    • Formam profissionais de CF desde 2009.
    • Criaram um protocolo técnico inovador que lhes facultou iniciar as consultas de CF por videochamada (em 2012) através das quais, também é evidente a efetividade desta psicoterapia clássica (conforme publicado no seu primeiro estudo científico).
    • Possuem duas publicações em revistas científicas norte-americanas sujeitas à revisão cega por pares (i.e., por especialistas em psicoterapia). Em agosto de 2019 publicaram em The Family Journal (da editora SAGE) e em agosto de 2021 em The Humanistic Psychologist (uma revista da American Psychological Association, Division 32: Society for Humanistic Psychology). São os primeiros artigos científicos sobre CF onde foi usado o método científico com uma triangulação de dados e métodos mistos. Continuam envolvidos em vários projetos de investigação sobre a efetividade, a eficácia e a eficiência das CF como psicoterapia clássica-sistémica-integrativa.
    • São os autores do livro «In Utero I» onde são ilustrados cinquenta casos clínicos, que servem de base para dar a conhecer ao público novos conceitos (no domínio das abordagens para com a saúde psicoemocional humana) como os de Frases Homeostaticamente Orientadas, Desencriptação Linguística, Protoesquema Psíquico, Vinculação Fictiva, Angústia Existencial Transgeracional, Falha Arcaica, Ser-no-Útero, Membro Sistémico Fantasma, Femininosecundarização, Fantasmática Especular, bem como o tema central desta obra, a Projeção Idealizada de Sexo (ou PIS), que também foi publicada em Inglês.
    • Contribuíram para o corpo teórico das CF em vários sub-domínios. Por exemplo, criaram uma teoria da personalidade (a Teoria Geral de Traços Psíquicos), um racional sobre cuidados técnicos e humanos na gestão de um processo psicoterapêutico (que designaram por: Patamares do Processo Psicoterapêutico) bem como protocolos técnicos procedimentais cientificamente alicerçados para o trabalho com as CF em quatro contextos: consulta presencial em privado, consulta presencial grupal, teleconsulta em privado e teleconsulta grupal.
    • Regem-se por um Código de Conduta Ética na Investigação Científica e por um Código de Ética e Deontologia para Psicoterapeutas Clássicos de CF (criados pelos próprios) e estão sujeitos às deliberações da Comissão de Ética do ICI para a Investigação Científica, que possui um regulamento próprio.

    Leia nesta ligação o programa e o regulamento deste curso; e depois inscreva-se nesta ligação.

    Veja o seguinte vídeo com uma síntese do curso...

    Nota: este vídeo foi publicado em fevereiro de 2018; desde então, o curso já foi (e continua a ser) sujeito a diversas melhorias.

    Formadores

    Em função do número de participantes e da disponibilidade dos formadores, estes poderão ser ambos ou um dos seguintes

    Envolva-se nas atividades do ICI

    Ficar em casa a dar cliques nas redes sociais e/ou a ver televisão? Merece muito mais do que isso. É importante socializar, alargar a rede social, conhecer pessoas novas, diferentes, interessantes! Entre neste fluxo...

    Translate »